Que alguém seja chamado “pioneiro” significa que foi o primeiro de muitos cujos caminhos tornaram-se comuns. Em outras palavras, pioneiros são precursores, guias de novos viajantes em alguma das muitas estradas que a vida oferece. Para ser pioneiro não é preciso ser especial; é preciso ser diferente. Trilhar por onde ninguém, jamais, andou. Ver o que ninguém viu. Experimentar o que ninguém, ainda, experimentou.

Mas também significa ser exemplo. Não há pioneirismo se não há continuidade. Não é pioneiro aquele que foi por onde ninguém, na seqüência, arriscou ir. É apenas uma espécie de louco varrido. Pioneiros de verdade incitam outros à mesma coragem. Chamam-nos para o mundo que conheceram. Abrem portas. São mapas vivos para aventuras que valem a pena. Suas memórias permanecem celebradas porque suas pegadas tornaram-se pisadas certas e abençoadas para pés que vieram depois.

O pioneiro só é pioneiro se é generoso e solidário; amante do próximo e desapegado dos valores de um mundo individualista e egocêntrico. O pioneiro só é pioneiro se vem com outros atrás de si. Por isso, pioneirismo é comunidade. O individualista jamais será pioneiro, pois não dividirá suas descobertas e conquistas. O individualista corre atrás de posses pessoais. O pioneiro corre atrás de sonhos, para si mesmo e para aqueles que ama. O individualista faz opção pelo isolamento. O pioneiro faz opção pela família.

A família é uma das marcas fundamentais do verdadeiro pioneirismo. Um pioneiro não deixa os seus para trás, mas convida-os para suas vitórias e divide com eles suas conquistas. Na história dos grandes pioneiros, famílias inteiras foram abençoadas com a possibilidade de uma vida melhor. Só pode ser verdadeiro pioneiro aquele que conduz em seus passos seus entes queridos. Nas palavras de Deus a Abraão, o pioneiro da fé de Israel, “em ti serão abençoadas todas as famílias da terra”.

E por falar em fé, como não lembrar do mais excelente pioneiro da história da humanidade? Jesus Cristo, o primeiro dentre os que venceram a morte, tornou-se para nós a certeza de nossa própria vitória. Como disse: “eu vou, mas vou preparar lugar para vocês; e quando eu for, e preparar seu lugar, voltarei para buscá-los, para que onde eu estiver vocês estejam também”. Eis o coração do verdadeiro pioneiro. Eis o coração de quem reconhece o valor da família, pois ensinou-nos a chamar Deus de Pai e a tratarmos uns aos outros como irmãos.

Há, porém, um desafio aqui: para que Jesus seja pioneiro para nós, precisamos seguir seus passos. Não são fáceis; exigem a mesma coragem que teve como primeiro a andar por este caminho. Mas podem nos conduzir ao mesmo destino que abraçou: estar com Deus para sempre. Quem o segue não anda em trevas, mas tem a luz da vida.

Alguém mais quer ir? Boa viagem!

Deixe seu comentário

WordPress Image Lightbox Plugin